O Desabafo de Frank Gehry

Leave a Comment

O tempo muitas vezes dá às pessoas uma liberdade e uma objetividade que podem chocar a sociedade. Aos 85 anos o arquiteto canadense Frank Gehry, um dos mais conceituados arquitetos contemporâneos, usou palavrões e gestos obscenos em uma coletiva de imprensa, quando foi questionado sobre suas críticas à arquitetura atual.

Acusado de praticar a arquitetura espetáculo, Gehry respondeu levantando o dedo médio e dizendo que “98% do que se constrói e do que se desenha é pura merda. Não há sentido no desenho, nem respeito pela humanidade, nem por nada… De vez em quando há um pequeno grupo de pessoas que fazem algo especial. Não peço trabalho. Não tenho publicitários. Não estou à espera de que me chamem. Trabalho com clientes que respeitam a arte da arquitetura. Por isso, não façam perguntas estúpidas como essa."



O desabafo causou grande constrangimento entre os profissionais de imprensa presentes à coletiva realizada em um hotel em Oviedo, na Espanha. Ao final Gehry pediu desculpas mas o recado foi dado.


Ganhador do Pritzker, o Oscar da Arquitetura, Frank Owen Gehry, é conhecido por mexer com o lado mais conservador da arquitetura criando um conceito muito próprio e que se aproxima mais da arte e da física. Suas obras confrontam verdades tidas como absolutas, conceitos de beleza e novas tecnologias.


Entre suas obras mais conhecidas estão Museu Guggenheim Bilbao e o Vitra Design Museum.








0 comentários:

Postar um comentário

Labels