A TRANSARQUITETÔNICA de Henrique Oliveira

Leave a Comment




Imagine percorrer ou perder-se em um labirinto de 1.600 m2 passando pelos mais diferentes tipos de construções feitas pelo homem ou pela natureza, de um corredor completamente asséptico a uma caverna ou em uma verdadeira floresta de galhos e raízes.
A instalação Transarquitetônica do artista visual Henrique Oliveira é isso. Uma gigantesca obra que utiliza toneladas de madeira e os mais diversos tipos de materiais, propondo uma reflexão poética sobre a história da arquitetura, do racionalismo das últimas décadas aos abrigos e cavernas do passado.



A instalação se espalha por todo o gigantesco prédio do Museu de Arte Contemporânea de São Paulo, obra escultural de Oscar Niemeyer, se espalhando por entre as colunas em um percurso com múltiplas possibilidades que termina onde começou.
Depois de causar grande impacto com sua instalação no Palais de Tokyo, em Paris, Oliveira faz este monumental trabalho continuando a proposta de mesclar arquitetura com escultura e pintura. A Transarquitetônica porém torna-se interativa a partir da relação com o público. 



A obra, talvez inspirada no duelo da natureza com a intervenção humana explicitada na rodovia Transamazônica, nos “fala” sobre vida e morte. Vista de cima, a obra remete a enormes raízes que parecem buscar a reocupação do espaço tomado pela arquitetura. Vista de dentro, percebemos a eterna busca do homem por abrigo.


A Transarquitetônica de Henrique Oliveira pode ser vivenciada até 30 de novembro no MAC, Museu de Arte Contemporânea de São Paulo - Avenida Pedro Álvares Cabral, 1301 - Parque Ibirapuera, São Paulo.

www.facebook.com/usp.mac


#arte #arquitetura #macusp #ibirapuera #transarquitetonica #palaisdetokyo

0 comentários:

Postar um comentário

Labels